De feira em feira

Tomate, chuchu, melancia, jabá… Não é bem deste tipo de feira que vamos falar neste post. Estamos falando de um tipo de feira bem comum aqui nas praças e nos espaços da Orla de Atalaia, em Aracaju. Nestas feiras é possível encontrar artesanatos, obras de arte e comida da boa! Este post surgiu após a sugestão da nossa seguidora Joelma, que comentou sobre a Feirinha da Praça Tobias Barreto, muito conhecida entre o público local e principalmente das imediações do bairro. Então, vamos começar por aí!

A Praça Tobias Barreto, localizada no bairro São José, um dos bairros mais tradicionais da cidade, sofreu um processo de reurbanização e foi reinaugurada há um ano. Atualmente, a praça é um excelente espaço de convivência com lagos artificiais, um aviário, espaços de leitura, palco para apresentações, aparelhos de ginástica e muito mais, o que faz com que o local seja amplamente visitado. Mas se você quer conhecer tudo isso e ainda comer uma deliciosa tapioca, o ideal é visitar à praça aos domingos, das 17h às 22h, quando é possível encontrar a feirinha montada. A estrutura é itinerante e atrai um grande número de pessoas aos finais de semana para degustar as delícias locais num local agradável e com localização centralizada.

A estrutura da Feira do Turista atrai grande número de pessoas ao local diariamente

A estrutura da Feira do Turista atrai grande número de pessoas ao local diariamente

Mas se você não quer esperar até o domingo para fazer compras de artesanatos ou comer algo que seja tipicamente sergipano, a Orla de Atalaia é o melhor local. Devido ao grande número de hotéis e turistas que circulam pelo entorno, é comum encontrar diversas feiras pela extensão do local. A mais conhecida e famosa delas é a Feira do Turista: aberta diariamente das 8h às 00h, sua estrutura fixa foi montada para atender à necessidade dos empreendedores que tem como foco o público turístico de Aracaju, que precisava de um espaço para montar o seu negócio e poder oferecer com conforto e comodidade seus serviços aos visitantes. O local possui dezenas de lojinhas que vendem peças de artesanato e comércio local, além dos restaurantes e de um palco onde é possível ouvir um pouco da boa música sergipana com artistas regionais e o autêntico forró pé de serra.

Se você continua na Orça de Atalaia e quer visitar outra feirinha, ao lado da Praça de Eventos você pode conferir a Aratip: são 12 barracas com comidas típicas e 28 com artesanatos que vão garantir as lembrancinhas da sua viagem à Aracaju. Esta é uma opção mais recheada para você experimentar o que o sergipano gosta de comer: a macaxeira (como chamamos o aimpim) com carne de sol, o delicioso bobó de camarão ou a tradicional tapioca recheada. A feira funciona diariamente a partir das 18h. Não é muito difícil encontrar música ao vivo no local, o que vai deixar sua noite ainda mais agradável.

A Feira do Parque, localizada na Praça Olímpio Campos

A Feira do Parque, localizada na Praça Olímpio Campos, e o artesanato de renda e bordado

Se você quer comprar artesanato, não está na Orla e não quer ir até o mercado, no centro histórico), você pode ficar no meio do caminho, visitar a Praça Olímpio Campos e a Catedral metropolitana, que falamos no post anterior, e conhecer a Feirinha do Parque. Como a praça se funde com o Parque Teófilo Dantas, esta feita ficou assim conhecida. Lá, bordados, rendas, esculturas, mandalas e os mais variados tipos de artesanato estão em exposição nas mais variadas barraquinhas, diariamente em horário comercial.

Como o artesanato é o forte dessas feirinhas e é o item mais procurado pelos turistas, existem outros diversos pontos onde são possíveis encontrar este tipo de biscuits. “Mas então, por que um post sobre essas feirinhas?” Elas são tradição da cidade e atrai não apenas os turistas mas os moradores locais que gostam de vivenciar a experiência de estar na rua, sentir a cidade e aproveitar o que nossa cultura tem de melhor. Nossas feirinhas são autênticas e familiares, uma oportunidade de não apenas conhecer um local, mas a cultura do povo da cidade. Desvende Aracaju, descubra os lugares para se viver e conviver; você vai entender porque os aracajuanos gostam de receber bem e porque somos uma gente feliz. É assim que a felicidade se multiplica e se transmite a todos que passam por aqui. #aracaju160anos


  1. Em 2014 estive em Aracaju! Cidade encantadora!Minha família adorou, mas em especial a hospedagem no Celi hotel foi inesquecível! Tudo maravilhoso! Queremos voltar pela terceira vez e se hospedar no Celi com certeza!

    Curtir

    • Olá Raquel! Que bom que gostou de se hospedar conosco. Com certeza, este é o melhor feedback que podemos ter! Esperamos pelo retorno de vocês e, com as dicas deste blog, com certeza vocês irão aproveitar ainda mais a estada em nossa cidade! Até breve!

      Curtir


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s