Santo Antônio: tradição e fé

Olá pessoal! O feriadão de Corpus Christi foi movimentado e deixou o Celi Hotel lotado de turistas que vieram aproveitar o início dos festejos juninos aqui em Aracaju. Queremos, primeiramente, agradecer a vocês que se hospedaram conosco, e convidar a todos para nos visitar durante o São João. Nosso hotel já está completamente decorado e preparado para receber a todos no clima junino. Anarriê!

O santo casamenteiro é o primeiro a ser comemorado no período junino

O santo casamenteiro é o primeiro a ser comemorado no período junino

Como já falamos semana passada, os festejos já se iniciaram por aqui. E neste final de semana, vamos comemorar o primeiro grande santo junino, que abre oficialmente a abertura dos festejos. Santo Antônio é popularmente conhecido como o “santo casamenteiro”: por este motivo, é grande o número de mulheres que cultuam o santo para arranjar um marido que seja “um bom partido”. Se você encontrar alguma imagem de Santo Antônio de cabeça para baixo ou mesmo dentro da água, não se assuste: é a manifestação da cultura popular que acredita que assim o santo atenderá aos seus pedidos, e de forma bem prestativa! Uma das muitas curiosidades que podem ser atribuídas aos devotos de Antônio.

Comumente também são realizadas as “trezenas”: como o próprio nome diz são 13 dias onde se cantam favores e fazem orações ao santo em troca da tão sonhada graça a ser alcançada. Uma tradição católica muito forte que se mantém, não apenas nas igrejas, mas nas casas dos fervorosos devotos de Antônio. E a fama de casamenteiro deu origem à diversas cantigas e versos, como: “Santo Antônio me case já / Enquanto sou moça e viva / O milho, colhido tarde / Nem dá palha nem espiga”. Então, se você está em busca de um amor pra toda a vida, recorra à Santo Antônio, ou, como dizem por aqui: “se apegue ao santo”!

O altares de Santo Antônio deixaram de ser tradição religiosa para se tornar cultura popular e folclore

O altares de Santo Antônio deixaram de ser tradição religiosa para se tornar cultura popular e folclore

Os altares de Santo Antônio também são uma tradição religiosa e que já se tornou também cultural. Um exemplo disso é a exposição “13 noites com Santo Antônio”, que está acontecendo desde o dia 1º de Junho, no Centro de Cultura e Arte (Cultart), um espaço da Universidade Federal de Sergipe. O evento reune diversos artistas plásticos, associações e pessoas da comunidade para montarem altares decorativos para o santo. O espaço está aberto diariamente e, às 20h, são realizadas as orações da trezena, que se iniciou na abertura do evento. A exposição ficará no local até o próximo sábado, dia 13/06, quando é comemorado o dia do santo.

E não pense que é só isso não, porque em Aracaju, o primeiro bairro da cidade carrega o nome do santo casamenteiro. Então, todos os anos, no dia 13/06, são muitas as comemorações realizadas no local, que conta com uma capela no ponto mais alto da região. Lá são celebradas missas, casamentos, batizados, além da procissão que arrasta fiéis pelas ruas do bairro louvando o santo e que, normalmente, acaba em festa, com muita música e comidas típicas do período.

Há ainda um fato interessante que é ligado ao santo e que também compõe um dos rituais do dia em que ele é comemorado: a distribuição de pães. Conta a história que Santo Antônio se compadecia tanto dos pobres que, certa vez, doou para os pobres todos os pães do convento onde era frade. Com isso, criou-se a tradição do “pão de Santo Antônio” e, assim, pequenos pães bentos são distribuídos como forma de proteger o lar daqueles que os tem, para que nunca falte comida à mesa. Todos querem garantir o seu!

A igreja de Santo Antônio em Aracaju realiza grande festa para comemorar seu padroeiro

A igreja de Santo Antônio em Aracaju realiza grande festa para comemorar seu padroeiro

Mas uma das tradições mais comuns do período está na queima da fogueira em frente às casas daqueles que se chamam Antônio ou que possuem alguém com esse nome morando no local. Então, se você vir a brasa queimando, pode chegar na porta bater palmas e perguntar por “Tonho” (que é o apelido mais comum para o nome). Você vai se tornar quase que uma pessoa da família. E aí sim, a festa fica completa! Andar pela cidade em um desse como esses é vivenciar o que há de mais autêntico na cultura local e sentir-se um verdadeira sergipano! E olha que esta é apenas a primeira festividade junina!

Se você quer conhecer mais sobre tudo isso e experimentar viver um autêntico festejo nordestino, venha para Sergipe, conheça Aracaju e hospede-se conosco. Consulte os valores aqui e faça sua reserva. Você vai descobrir como é bom poder se aquecer no calor da fogueira, dançar no ritmo marcado da zabumba e se deliciar com os sabores do milho. Santo Antônio, São João e São Pedro te esperam aqui!

Fotos: site Infonet


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s