São José: um santo lugar!

Olha a gente aqui de novo!

A semana passou rápido e já estamos de volta com mais uma opção de lugar à ser descoberto aqui em Aracaju.Desta vez, vamos apresentar a vocês um bairro que até poderia ser turístico, mas (talvez ainda) não é. Ao lado do centro da cidade, o bairro São José atualmente é conhecido pelo grande número de hospitais, clínicas, consultórios e centros médicos que se localizam em suas imediações.

– E o que isso tem de turístico?

– Nada! Assim ele é conhecido, mas saiba que existe muita coisa além de médicos neste bairro.

Antes de falar das opções de lugares legais para turistas que se pode encontrar no bairro São José, vamos primeiro falar sobre sua história; afinal, este é um dos bairros mais antigos da cidade e o primeiro a representar a expansão da capital sergipana.

História do “Carro Quebrado”

Carro quebrado: este era o antigo nome do bairro que ficou conhecido assim por conta dos inúmeros veículos que atolavam no local devido os terrenos da região serem pantanosos. E esta realmente não é uma boa maneira de ser lembrado. Mas logo o bairro passou a ser chamado de São José, após a implantação da igreja com o nome do santo, que tornou-se referência no local. Foi justamente em torno da paróquia que o povoamento se iniciou. A construção do Colégio Patrocínio de São José por feiras da congregação franciscana foi outro marco para o local que logo passou a ser visto como uma possibilidade de bairro residencial. As primeiras casas da região foram habitadas por uma elite que começava a aparecer na cidade e queria um pouco mais de privacidade, saindo da exposição movimentada do centro para habitar áreas circunvizinhas e tornando o novo bairro um reduto de mansões.

Na década de 1950, o São José conheceu sua urbanização: praças, calçadões e ruas pavimentadas começam a aparecer no bairro que também recebeu o primeiro estádio de esportes da cidade que, após a reforma realizada uma década depois, passou a ser chamado de Estádio Lourival Batista; sendo atualmente conhecido como Arena Batistão. Mas, a partir da década de 1970, o centro de Aracaju começou a ficar pequeno para as atividades comerciais que se intensificaram e o bairro São José iniciou um processo de transformação: as antigas residências passaram a dar espaço aos prédios e pontos comerciais, e o bairro passa a ver o desenvolvimento chegar em forma de novos negócios. Daí até o novo século, o São José cresceu e para ser o que é hoje: um dos bairros mais conhecidos e tradicionais da cidade.

Conheça este santo lugar!

Ruas arborizadas, diversas praças e um pouco da história de Sergipe, além de um comércio sólido, compõem atualmente o São José. Apenas isto não é o suficiente para que um turista se interesse pelo local, mas existem muitos espaços públicos e alguns privados que valem a visita. Seja para conhecer mais sobre nossa história, apreciar a cultura sergipana ou degustar os sabores local, saiba que o bairro São José está recheado de opções que podem te interessar e mais ainda: te surpreender!

foto agencia se de notícias

O Estádio Estadual Gov. Lourival Baptista agora é conhecido como Arena Batistão (Foto: reprodução Agência Sergipe de Notícias)

Estádio Estadual Lourival Batista / Arena Batistão: este é o maior estádio de futebol de Sergipe. Com capacidade atual para 15.575 pessoas, foi entregue à população  completamente modernizado há pouco mais de um ano e já recebeu diversos estaduais e de campeonatos nacionais durante o período. Sua iluminação externa destaca o prédio reformado e ainda mais imponente, chamando a atenção dos passantes pelo local. O estádio só abre ao público em dias de jogos. Então, se quiser conhecer a Arena Batistão por dentro, fique de olho nos campeonatos e confira os jogos a serem realizados no local.

Teatro Atheneu: saindo do esporte para as atrações culturais da cidade, precisamos falar sobre o Teatro Atheneu. O mais antigo teatro da cidade foi inaugurado em 1954 e tem capacidade para mais de 800 pessoas, incluindo a acessibilidade de assentos especiais. Após a última reforma, realizada em 2011, a fachada externa do Atheneu recebeu painéis em homenagem aos grandes representantes locais do teatro sergipano e um espaço cultural, que conta com cafeteria e salas de exposições. Para conferir a programação do local, que inclui espetáculos com artistas sergipanos e nacionais das mais diversas áreas, clique aqui e confira o site o teatro.

Sociedade SEMEAR: apesar de ser um espaço relativamente novo no bairro, a Sociedade de Estudos Múltiplos, Ecológica e de Artes, conhecida como SEMEAR, atua ativamente na produção cultural da cidade. Inaugurado em 2001, funciona como uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP), em um prédio que é um verdadeiro complexo com galeria de exposição, salas de aula, auditório e espaços abertos que são amplamente utilizados em eventos com foco na cultura e na arte sergipana. Sua galeria de arte, que leva o nome de um grande artista, sergipano de coração, Jenner Augusto, está sempre aberta para visitação e é uma excelente oportunidade para conhecer de forma gratuita os talentos locais. E fica a apenas uma quadra do Teatro Atheneu, na rua Vila Cristina. Clique aqui para saber das novidades visitando o site da SEMEAR.

CULTART: o Centro de Cultura e Arte conhecido como CULTART está localizado na Av. Beira Mar, em um prédio tombado como Patrimônio Histórico Estadual.Construído em 19874 para abrigar um orfanato, o local já serviu também como Grupo Escolar e Faculdade de Direito, antes de passar a ser mantido pela Universidade Federal de Sergipe (UFS) e transformado no CULTART. O prédio é um verdadeiro complexo com dezenas de salas que são utilizadas pelos cursos de Dança, Teatro e Artes Visuais, oferecidos pela universidade; além da Pinacoteca Professor Luiz Alberto dos Santos e da Galeria de Arte Florival Santos, que frequentemente expõem obras de artistas sergipanos. O CULTART funciona de segunda à sexta-feira, das 08 às 18h, e aos sábados, das 08 às 12h; e fica pertinho da Sociedade SEMEAR (num mesmo passeio, você vai conhecer vários lugar!) 🙂

sede_oab_se

À esquerda, uma foto antiga do prédio que foi reformado e hoje abriga a sede da OAB/SE, à direita (Foto: reprodução site Prefeitura de Aracaju)

Memorial da Advogacia Sergipana (Sede da OAB/SE): o antigo palacete da tradicional família Rollemberg hoje serve como sede para a Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Sergipe, mas preserva sua arquitetura eclética e a beleza histórica do lugar. O prédio, tombado como patrimônio histórico em 1980, passou a ser a nova sede da OAB/SE após a reforma realizada em 2010, que deu origem também ao Memorial da Advocacia Sergipana. Um verdadeiro acervo de documentos jurídicos, peças históricas e outros tantos itens que retratam o passado de Aracaju e Sergipe, principalmente, no âmbito jurídico. O local é aberto ao público mas as visitas guiadas devem ser agendadas pelo e-mail presidente@oabse.gov.br Caso queira ter uma noção do lugar, que tal fazer agora mesmo uma visita virtual? Clique aqui para conhecer o tour 360º desenvolvido pela OAB.

Sabores de Aracaju: está no bairro São José e não quer ir até o mercado para comprar aquelas coisinhas gostosas com sabor de Sergipe? Nem precisa! A loja Coisas Nossas funciona na Av. Augusto Maynard nº 92 (próximo ao Memorial da OAB/SE) e é um cantinho recheado de biscoitos caseiros, doces regionais e muita comidinha gostosa para quem não quiser voltar com a mala vazia. Ah, e por falar em mala, é só solicitar que eles embrulham suas compras naqueles plásticos com bolhas de ar para que você despache tudo junto com sua bagagem sem problemas! Mas, se você quer mesmo é se refrescar no calor de Aracaju, atravessa a Av. Augusto Maynard e vai no número 77: a Sorveteria Vi Sabor possui os mais variados sabores de sorvetes, tendo como carro-chefe aqueles com frutas regionais como jabuticaba, mangaba, cajá, dentre outros. Em atividade há mais de 40 anos, possui história e é muito frequentada por locais e turistas. Um daqueles lugares para estar e se sentir um autêntico aracajuano.

E aí, o que achou das nossas dicas de hoje? Gostou de saber um pouco sobre o bairro São José? Deixe seu comentário e sua avaliação. Contamos com a participação dos nossos seguidores e de todos os visitantes para fazer este blog ser ainda melhor e mais útil para quem quer não apenas conhecer a cidade, mas viver Aracaju.

Ah, e não se esqueça, o feriado de Páscoa está chegando! Faça sua reserva agora mesmo em nosso site e venha descobrir Sergipe e suas belezas! Clique aqui e garanta sua estada conosco. Nós, do Celi Hotel Aracaju, estamos esperando por você!

Observação: dados e informações foram retiradas do site do Guia Sergipe Tradetour, site da Agência Sergipe de Notícias (sobre o Batistão), site do Teatro Atheneu, da Sociedade Semear, site da Universidade Federal de Sergipe (sobre o Cultart), site da OAB/SE (sobre o Memorial da Advocacia Sergipana), Facebook Coisas Nossas e TripAdvisor (sobre a Sorveteria Vi-Sabor).

De passagem: roteiro para aproveitar 1 dia em Aracaju!

Olá!

Chegamos ao nosso último roteiro. E, apesar de não parecer, não é assim tão fácil fazer um roteiro de um dia em Aracaju. Tem tantas coisas para serem vistas e apreciadas… como fazer tudo em apenas um único dia? Bom, de fato, não dá pra fazer TUDO mas separamos aqui um roteiro com o que você não pode deixar de fazer durante esta sua passagem pela capital sergipana. E você pode até pensar: quem é que vai para Aracaju passar apenas um dia? Mas é muito comum, inclusive aqui no Celi Hotel, encontrarmos pessoas que vem para a cidade à trabalho e ficam por mais um dia ou que saem de um estado para o outro, cruzando Sergipe, e resolvem para um dia em Aracaju para conhecer a cidade e descansar um pouco da viagem. Enfim, independente do motivo, o importante é aproveitar bem este dia e conhecer o que for possível. Você vai ficar com gostinho de “quero mais!”, mas isso é bom! Quem sabe você não volta em breve para fazer um roteiro de 10 dias?! 😉

Na verdade, o roteiro de um dia precisa ser pré-definido de acordo com o horário de chegada e partida. Então, vamos te dar duas sugestões: a primeira é um “roteiro diurno”, caso seja possível passar um dia inteiro na cidade. A segunda é um “roteiro noturno”, para quem chegou pelo meio do dia e vai pernoitar na cidade. Então, vamos lá?!

A orla de Atalaia possui diversas opções de lazer para turistas de todas as idades e com os mais variados estilos

A orla de Atalaia possui diversas opções de lazer para turistas de todas as idades e com os mais variados estilos

Aracaju em 1 dia! (Roteiro Diurno) – Se você amanheceu na capital da qualidade de vida e só vai ficar na cidade até o final do dia, prepare-se: você tem muito o que fazer neste dia. Basta ter disposição. Então, comece indo ao mercado e conhecendo um pouco do artesanato e da culinária local. Aproveite também para fazer as comprinhas com lembranças de Aracaju! Depois, siga em direção à Praça General Valadão, onde fica o Centro Cultural de Aracaju e, em frente, o Memorial Zé Peixe. Se você for rapidinho, pode conhecer os dois espaços que tratam de temas diferentes, mas ligados à cultura da cidade. Caso contrário, pode visitar apenas o Memorial Zé Peixe e seguir para o Museu Palácio Olímpio Campos. Lá você vai conhecer muito da história de todo o estado e aproveitar para conhecer a Praça Olímpio Campos, onde fica a Catedral Metropolitana. Voltando para a Av. Ivo do Prado, poucos metros mais à frente, você vai conhecer o Museu da Gente Sergipana: um centro interativo de cultura e lazer, indispensável para quem quer desvendar as referências que formam o povo sergipano e o fazem ser conhecido pela sua alegria e receptividade. Lá mesmo, você pode almoçar e, assim, poupar um pouco de tempo para aproveitar em outros locais. Se estiver de carro, nossa sugestão é que você siga até a Orla de Atalaia, mas pelo caminho mais longo. Programe o GPS para que possa conhecer alguns pontos turísticos como o Calçadão da 13 de Julho, a Arena Batistão (Estádio de Futebol Lourival Batista), o Parque da Sementeira, o Parque dos Cajueiros e o antigo farol de Aracaju. Você pode fazer este percurso tranquilamente em aproximadamente 2h, parando para fazer fotos em cada um dos locais. Este tempo, pode ser maior ou menor de acordo com o tempo que você parar em cada local, pois o trânsito não costuma ser muito complicado durante o dia, antes das 18h. E o ideal é que você chegue à Orla de Atalaia antes desses horário, assim vai poder visitar com calma o Oceanário, conhecer o Centro de Arte e Cultura J. Inácio e a Feira do Turista, onde você também pode fazer suas últimas comprinhas. Aproveite pra jantar na Feira Aratip ou em uma das barraquinhas de tapioca espalhadas ao longo da Orla. Depois disso, é voltar pra casa certo de que precisa voltar pra Aracaju. Afinal, um dia é muito pouco para aproveitar toda a beleza do lugar.

O caranguejo gigante atrai centenas de pessoas para fotos no local e já se tornou símbolo de Aracaju

O caranguejo gigante atrai centenas de pessoas para fotos no local e já se tornou símbolo de Aracaju

Aracaju em 1 noite! (Roteiro noturno) – Não é que você vai ficar acordado toda a madrugada perambulando pelas ruas da cidade, mas se você vai apenas pernoitar em Aracaju, tem alguns lugares que você pode visitar para aproveitar o curto espaço de tempo nas terras do cacique Serigy! Se você chegar na cidade do meio para o final da tarde, a sugestão é ficar pela Orla de Atalaia e visitar o Oceanário mantido pelo Projeto Tamar. Depois, vá até a Feira do Turista e aproveite para andar pela orla fotografando monumentos, inclusive, o caranguejo gigante que fica na entrada da passarela que leva o nome do bicho, que também é uma das iguarias mais consumidas em Aracaju. A Passarela do Caranguejo é o grande point da cidade: um lugar repleto de bares e restaurantes, valorizando a culinária regional e a música local. Durante o dia seguinte, se não tiver muito tempo para curtir, acorde cedo e aproveite a praia. A água quentinha do mar é revigorante! Se tiver tempo de ir a apenas mais um lugar, vá ao centro e conheça o mercado municipal: artesanato, culinária, música… lá você vai se sentir um autêntico aracajuano! Se depois de sair do mercado ainda tiver meia horinha antes de pegar as malas e ir embora, passa na colina do Santo Antônio, que fica pertinho do mercado e aproveita fazer fazer uma foto linda mostrando parte da beleza da nossa cidade. Esse roteiro relâmpago é só pra não dizer que saiu de Aracaju sem  conhecer nada do local e para dar ainda mais vontade de voltar na próxima oportunidade!

O Mercado Municipal reúne culinária, artesanato e música sergipana em um único local

O Mercado Municipal reúne culinária, artesanato e música sergipana em um único local

Pois é, pessoal. Depois de tantas opções de roteiros, com tudo prontinho para você aproveitar a cidade, só falta você decidir a data em que virá para Aracaju. Aproveite as tarifas especiais do Celi Hotel Aracaju para o mês de Agosto e venha logo. Apesar de tantos roteiros, ainda existem muitas coisas por aqui que não colocamos nestas postagens e que vamos continuar divulgando, para você saber mais sobre Sergipe e decidir conhecer nosso estado. Estamos esperando você de braços abertos e muito em breve!

Até lá!

Fotos: Sergipe Trade Tour e Infonet.